Artigo

Acordo viabiliza cedência de áreas do 4 de Fevereiro

254 Visualizações

O Ministério dos Transportes negoceia a gestão de seis áreas de funcionamento do Aeroporto Internacional 4 de Fevereiro, nos termos de um Memorando de Intenções assinado terça-feira, em Luanda, com o Escritório Privado do Sheikh Ahmed Dalmook Al Maktoum, dos Emirados Árabes Unidos, e a Associação Nacional dos Transportes do Dubai (DNATA).
 
Um comunicado do Ministério dos Transportes declara que o documento visa estabelecer compromissos para a negociação de um relacionamento estratégico nas áreas de assistência em terra, movimentação de carga, catering a bordo, serviços meet & greet, gestão de lounge, segurança, duty free, assim como lojas de alimentos e bebidas. 

O  memorando, eu está consagrado à cooperação na realização de serviços aeronáuticos, vai centrar-se, numa fase inicial, no Aeroporto Internacional 4 de Fevereiro, com uma duração de três anos, podendo ser prorrogado.

A assinatura do memorando “visa criar condições favoráveis para uma maior e melhor operacionalidade dos serviços no Aeroporto Internacional de Luanda e noutros aeroportos principais nacionais, por via de uma joint-venture a estabelecer com a Sociedade Gestora de Aeroportos (SGA)”, declara o Ministério dos Transportes.
 
Parceria estratégica 

O comunicado em que estes factos são anunciados explica que Escritório Privado do soberano está comprometido com a modernização do Aeroporto Internacional 4 de Fevereiro, por uma parceria estratégica subscrita com o Ministério dos Transportes, a 8 de Dezembro de 2019.

Nos termos deste último documento, o Escritório comprometeu-se em encontrar o parceiro ideal para os serviços de assistência em terra, com o que surge a DNATA a subscrever o memorando de terça-feira. 

A DNATA é o prestador de serviços aeroportuários dos Emirados que fornece serviços de assistência em terra, carga, viagens e serviços de catering para voos em vários países e continentes, sendo uma das maiores empresas do mundo neste ramo. 

A companhia, fundada em 1959 no Dubai, provê assistência em terra, restauração a bordo, carga e viagens em cinco continentes, assistência de terra em 77 aeroportos, serviços de carga em 46 e de catering em 62 aeroportos.

Fonte: Angonotícias
 

Deixe uma resposta