Artigo

Água CLARA continua suspensa depois de exames laboratoriais

310 Visualizações

Substâncias químicas com datas de validade duvidosas, tubagens enferrujadas e acessórios inadequados para a conservação e purificação estão na origem da suspensão da produção e comercialização da água de mesa “CLARA”, da empresa Felizander – Comercio Geral, Indústria e Agro-pecuária.

O inspector-geral do Ministério da Indústria, Jugolfio Afonso, afirmou ontem, em conferência de imprensa que, depois de ter sido recebida uma denúncia sobre a qualidade do produto, foi efectuada uma inspecção, no dia 5 de Novembro, à empresa Felizander.

“A água foi imediatamente sujeita a exames laboratoriais, no laboratório do Instituto Nacional de Saúde Pública, tendo sido detectada a existência de micro- bactérias na água, o que confirmou que a água estava imprópria para o consumo”, concluiu.

Para levantar a suspensão, a empresa deverá substituir os tanques de armazenamento e conservação da água e mudar totalmente o processo de tratamento e transporte.

Fonte: Novo Jornal

Deixe uma resposta