Artigo

Angola em Genebra para a COP18

70 Visualizações

Luanda – Uma delegação multisectorial chefiada pela ministra do Ambiente, Paula Francisco, seguiu quinta-feira, à Genebra, Suíça, para participar na 18ª Conferência das Partes sobre Comércio Internacional de Espécies da flora e da fauna ameaçadas de Extinção em Perigo de Extinção (COP18).

Angola  participa  neste  encontro,  que  reúne  representantes  de  diversos  países  membros  da  Convenção  sobre o Comércio Internacional de Espécies da Fauna e da Flora Selvagem Ameaçadas de Extinção – CITES, numa altura em que  continua  a  efectuar  o levantamento das suas  espécies  em via  de  extinção.

Com  este  trabalho, que envolve parceiros  internacionais,  Angola  prevê  elaborar  uma lista  completa  das espécies protegidas  do País, de acordo com a  ponto  focal da CITES  em Angola,  Albertina  Nzunzi.

“As comunidades estão  cada  vez mais conscientes  com  relação a necessidade  da conservação das  espécies  em vias  de extinção”, afirmou  a fonte   em declarações à  Angop.

Nesta conferência mundial, a decorrer de  16  a 28  do mês  em curso,  Angola  faz-se representar por quadros  seniores  dos  ministérios  do  Ambiente,  da  Agricultura e  Floresta,  das Pescas e do Mar,  do  Serviço de  Investigação  Criminal (SIC), docentes  universitários, entre  outros representantes.

Organizado pelo Secretariado da CITES e as Nações  Unidas,  a  COP18  vai  decorrer  no  Centro de  Exposições Palexpo, em Genebra, onde  os  comités ligados às plantas  e  animais  vão discutir as principais  questões   em torno  das  espécies  em extinção.

De acordo com  o programa, a COP18  vai discutir 107  questões  e  57 propostas  de  emendas  em torno da protecção da vida  selvagem.

A visão  estratégica  da CITES pós 2020 (2021-2030), a  revisão  da Convenção,  a  implementação  segura  e efectiva  das espécies  listadas  nos  Anexos I e II  deste  acordo, o  combate  aos crimes  cibernético da vida  selvagem, são entre outros  documentos  a serem discutidos.

Lembrar  que, Angola é membro  da CITES  desde  2007 e  em 2013, foram definidas politicas, programas  e  acções  para a protecção  da vida  selvagem nacional e  fronteiriça.

A  COP – Conferências  das Partes  é o corpo  combinado  de países  membros  da Convenção  sobre o Comércio Internacional de Espécies da Fauna e da Flora Selvagem Ameaçadas de Extinção – CITES.

Este  organismo do sistema das  Nações Unidas  reúne-se  de  três  em  três  anos.

O acordo CITES foi redigido em resultado de uma resolução adotada em 1963 no seio da União Mundial para a Conservação da Natureza (World Conservation Union ou IUCN).

O acordo prevê vários níveis de protecção e abrange, actualmente, cerca de 30 000 espécies da fauna e flora selvagens.

Fonte: Angop

Deixe uma resposta