Artigo

Angola no caminho da recuperação económica – Conselho Africano

241 Visualizações

Depois de vários anos de crise, a recuperação económica em Angola começa a evidenciar-se em 2019, segundo reportou sábado, o Atlantic Council’s Africa Center (Centro Africano do Conselho Atlântico).

O artigo destaca que as reformas no país “parecem estar a aliviar os males económicos de Angola, com o Banco Mundial a estimar um crescimento do PIB de 2,9% em 2019”.

O centro vaticina que à medida que o clima económico em Angola melhora, vai-se de igual modo, proporcionando oportunidades para investimento estrangeiro – não só na esfera do petróleo e gás, mas também em sectores em crescimento, como turismo e agricultura.

O artigo faz ainda referência ao Programa de Estabilização Macroeconómica lançado pelo presidente Angolano, João Lourenço, com foco em três pilares, nomeadamente consolidação fiscal, melhorias no ambiente de negócios e política monetária.

De acordo com a publicação, o Programa de Estabilização Macroeconómica do Executivo Angolano já conduziu à progressos significativos, incluindo uma nova lei que permite aos investidores internacionais investirem em Angola sem um parceiro local (anteriormente um requisito) e a revogação da taxa de câmbio indexada.

O artigo publicado pelo Atlantic Council’s Africa Center destaca ainda as políticas do chefe do Executivo Angolano concernente a monetização de gases naturais e a criação de um regulador independente para gerenciar as concessões de petróleo e gás, anteriormente administradas pela estatal Sonangol.

Dizer que o Centro Africano do Conselho do Atlântico (Atlantic Council’s Africa Center ) tem como missão promover parcerias geopolíticas dinâmicas com os estados africanos e redireccionar as prioridades das políticas dos EUA e da Europa para o fortalecimento da segurança e o crescimento económico e a prosperidade no continente Africano.

 

Fonte: Angonotícias

Deixe uma resposta