Artigo

Angola quer apostar nas tecnologias de informação para diversificar economia

106 Visualizações

O Governo angolano pretende apostar nas tecnologias de informação e no digital também como forma de diversificação da economia, afirmou hoje o secretário de Estado que tutela esta área.

“O Governo está a apostar no negócio digital, também no quadro da diversificação económica, uma vez que o sector das TIC é transversal a todos os domínios. Queremos ver como podem as TIC melhorar a eficiência e desempenho em sectores como a Educação e Saúde, estendendo tudo, depois, a várias outras áreas”, afirmou Manuel Homem.

O secretário de Estado para as Tecnologias da Informação, Manuel Homem, falava na cerimónia de lançamento da segunda edição do Fórum de Novas Tecnologias da Informação (AngoTic), subordinado ao tema “Making The Future”, que Angola vai organizar de 18 a 20 de Junho de 2019, em que esteve também presente o ministro das Telecomunicações e Tecnologias de Informação, José Carvalho da Rocha.

Segundo os governantes, este é um “evento ambicioso” que pretende juntar em Luanda mais de 8.000 participantes, incluindo “nomes, entidades e instituições de peso” de todo o mundo.

Sem adiantar muitos nomes e instituições, Manuel Homem referiu que estão já confirmadas as presenças do antigo primeiro-ministro de Cabo Verde José Maria Neves, do antigo director geral da Organização internacional do Trabalho (OIT) Amadou Touré, e de instituições como as Nações Unidas, entre elas a UNESCO, Banco Mundial (BM), e a SmartAfrica, liderada pelo Presidente do Ruanda, Paul Kagamé, entre outras.

 

Fonte: Jornal Mercado

Deixe uma resposta