Artigo

Autoridades encerram vinte e seis igrejas ilegais

142 Visualizações

Menongue – Vinte e seis igrejas ilegais que exerciam a actividade nos municípios de Menongue e Calai foram encerradas pelas autoridades da província do Cuando Cubango, nos últimos dias, no âmbito da operação resgate que teve início em Novembro de 2018.

A informação foi avançada, segunda-feira,pelo chefe de Departamento de Arte e Património Histórico do Gabinete Provincial da Cultura, Turismo e Juventude e Desportos do Cuando Cubango, Pedro Amaral, tendo justificado que o encerramento aconteceu por força do cumprimento da lei que regula o exercício da actividade religiosa no país.

Aconselhou os líderes de confissões religiosas não reconhecidas no sentido preencherem os requisitos para a sua legalização, no sentido de funcionarem de acordo à lei.

Fez saber que a operação de fechar as igrejas ilegais vai continuar, nos próximos dias, nos municípios do Cuito Cuanavale, Cuchi, Mavinga, Dirico, Rivungo e Nancova.

Segundo o responsável, durante as diligências foi constatado o internamento de doentes nas igrejas para tratamento, facto que é proibido por lei.

As autoridades da província do Cuando Cubango têm o registo de 94 igrejas legais.

 

Fonte: Angop

Deixe uma resposta