Artigo

Chove plástico no Ártico

43 Visualizações

Chove plástico no Ártico, um dos locais mais imaculados da terra. Segundo os cientistas, os microplásticos podem viajar com o vento ao longo de milhares de quilómetros. Os riscos para a fauna e a flora são visíveis.

“Nalgumas espécies, como nos moluscos, há uma resposta inflamatória. Algumas espécies de vermes têm menores níveis de crescimento e de reprodução. Noutras, há maior mortalidade. Há algumas espécies não têm uma reação particular pelo menos ao nível daquilo que estamos a observar. Em todo o caso temos mesmo de reduzir o nosso consumo de plástico porque as consequências do plástico estão à vista”, sublinhou Melanie Bergmann, cientista do Instituto Alfred Wegener.

Na passagem do Noroeste, acima do Círculo Polar Ártico, os cientistas contabilizaram dez mil partículas de plástico por litro de água.

Fonte: Euronews

Deixe uma resposta