Artigo

CNN denuncia venda de escravos na Líbia

136 Visualizações

As imagens estão a chocar o mundo. Homens são vendidos como escravos nos arredores de Trípoli, na Líbia, por 1.200 dinares líbios, cerca de 335 euros cada. São apresentados como jovens fortes para trabalhos agrícolas. A CNN assistiu a um leilão e tentou falar com os homens vendidos mas o medo de represálias falou mais alto. As imagens recolhidas pela estação de televisão norte-americana foram entregues às autoridades locais.

As imagens foram gravadas, de acordo com a CNN nos meses de Agosto e Outubro. Numa das reportagens vêem-se dois jovens encarcerados numa jaula, ao mesmo tempo que se ouve uma voz a anunciar a venda de “jovens fortes” para trabalhos agrícolas e outros a troco de 1.200 dinares líbios, o que equivalente a 340 euros cada um.

França pediu, entretanto, uma reunião urgente do Conselho de Segurança da ONU. António Guterres, secretário-geral das Nações Unidas e a União Africana já pediram celeridade para acabar com os atos de escravatura naquele país.

A Líbia anunciou entretanto a abertura de um inquérito. De acordo com a CNN os homens vendidos em leilão são oriundos da Guiné, Senegal, Mali, Níger, Nigéria e Gâmbia. Tentam chegar à Europa mas muitos não chegam a tentar sequer a travessia do mediterrâneo. Ficam na Líbia onde são vendidos como escravos.

Fonte: SIC

 

Deixe uma resposta