Artigo

Moçambicano participa na maior companhia de circo do Mundo

206 Visualizações

O acrobata e malabarista Amós é, a partir de Março, o primeiro moçambicano a fazer parte do maior circo do Mundo, o Cirque Du Soleil, sediado no Canadá. O jovem artista vai trabalhar somente na parte técnica, onde entre outras actividades vai montar liras, tecidos acrobáticos e trapézios.

Foi para este espectáculo acrobático que se formou inicialmente Amós na Escola de Circo de Vertigo, na Itália, como artista especializado em acrobacias e malabarismo. Mas devido a diversos factores, como oportunidade e talento, o jovem, nascido em Ressano Garcia, na província de Maputo, preferiu especializar-se na montagem de liras, trapézios e tecidos acrobáticos, uma actividade denominada tecnicamente por “riguer.”A viver na Itália, o desempenho de Amós como riguer levou-o a assinar com a maior companhia de circo do Mundo, o Cirque Du Soleil, fundado em 1984 por dois artistas de rua. O contrato em nada impede de continuar a sonhar em montar, pela primeira vez na história moçambicana, uma escola e um circo.
Amós, nome artístico de Vasco Massinge, tem 32 anos, frequentou escolas da província de Maputo e Beira, antes de rumar para a Suíça, e de seguida para a Itália. Além da Itália, trabalhou na Coreia, Colômbia, Tunísia e Alemanha.

 

Fonte:  Jornal de Angola

Deixe uma resposta