Artigo

Mulher suspeita de matar e esquartejar neta é da RDC

254 Visualizações

A mulher detida pela Polícia Nacional, na terça-feira, por ter morto e esquartejado a neta, de 11 anos de idade, na segunda-feira, 14, no Distrito do Hoji ya Henda, município do Cazenga, em Luanda, é da República Democrática do Congo (RDC).

De acordo com fontes policiais, a mulher, de 60 anos de idade, que confessou ter morto a neta, tendo arremessado dois blocos de cimento de construção civil na cabeça da criança e esquartejado o corpo, não é de nacionalidade angolana, mas do Congo Democrático.
Entretanto, a Angop soube que a Polícia continua a investigar para apurar as  motivações que levaram a mulher  a cometer o crime, se terão sido para o tráfico de órgãos humanos ou a prática de algum ritual, instigado pela seita religiosa que a mulher frequentava.A menina, de nacionalidade angolana, vivia com a avó e a mãe. A mulher foi detida quando tentava depositar os pedaços do corpo num contentor de lixo, nos arredores da residência onde morava. Ao tentar depositar o corpo no contentor, escondido num saco de serapilheira de 50 quilogramas, a mulher não conseguiu levantar a carga e pediu ajuda a um homem que passava na altura.
Este, apercebendo-se da banheira ensanguentada onde tinha retirado o saco, alertou as autoridades policiais mais próximas, que revistaram a residência da mulher e detectaram indícios do facto.

 

Deixe uma resposta