Artigo

Novas chapas de matrículas vão permitir a prevenção e esclarecimento de crimes

131 Visualizações

As novas chapas de matrículas de veículos automóveis, que poderão ser implementadas brevemente, vão poder ajudar as autoridades policiais na prevenção e o combate ao crime.  Os dados foram avançados hoje, 8/10/2019, durante uma reunião de avaliação técnica para implementação das referidas matrículas, presidida pelo Ministro do interior, Eugénio César Laborinho.

De acordo com o Superintendente – Chefe, Rui Bram, o sistema tecnológico adoptado para a implementação da nova chapa de matrículas dos veículos adequa-se às soluções tecnológicas da actualidade, seja do ponto de vista de segurança, de gestão do veículo, desde a sua importação, até ao usuário. “Essa chapa de matrícula vai permitir, no âmbito do combate ao crime, identificar o seu legítimo proprietário, através de dados biométricos inseridos no chipe e poderá ser emitida de forma simplificada”, afirmou o oficial superior.

Rui Bram fez saber, também, que este serviço vai funcionar de forma desconcentrada, em todas as províncias onde forem estendidas os sistemas informáticos da DNVT, permitindo com que cada província possa emitir a sua chapa de matrícula com designação própria e específica, o que de momento, só ocorre em 7 províncias, admitindo, assim, uma maior gestão, controlo e monitorização das viaturas, desde a importação até ao proprietário.

Por seu turno, o General – Eugénio César Laborinho reconheceu a segurança desta nova matrícula, assim como a solução tecnológica nela incorporada, pois, vai permitir conferir maior garantia nas importações, registos, actualizações, gestão e monitorização dos veículos.

A implementação e a repectiva troca será feita tão logo sejam ultrapassadas as questões inerentes a logística e a formação de quadros em todas as províncias do país, contudo, quando tiver o seu início, haverá uma convivência entre a matrícula antiga e a nova, até que se finalize o processo, findo alguns anos.

Fonte: Angonotícias

Deixe uma resposta