Artigo

Novos magistrados reforçam PGR no Cuanza Norte

56 Visualizações

Ndalatando – A Procuradoria-Geral da República (PGR) na provincial do Cuanza Norte conta, desde quinta-feira, com nove novos magistrados, que vão substituir colegas seus transferidos para outras regiões do país.

Dos novos magistrados do Ministério Público, quatro vão prestar serviço junto ao Tribunal da Comarca do Cazengo (município sede da província), três em Cambambe, ao passo que os municípios de Golungo Alto e Ambaca foram contemplados com um cada.

Ao intervir no acto de apresentação dos novos magistrados, o Procurador-geral adjunto provincial do Cuanza Norte, Tito Cassule, informou que a sua instituição necessita de pelo menos mais quatro novos procuradores, para responder ao aumento do movimento processual nos tribunais da região.

Sem avançar dados sobre o movimento processual local, Tito Cassule adiantou que são necessários três magistrados para o tribunal de Comarca do Cazengo e um para o Serviço de Investigação Criminal (SIC).

Salientou que, ao invés de reforçarem o número de procuradores na instituição, os novos magistrados vão substituir igual número de colegas seus transferidos por diversas razões, para outras províncias.

Na ocasião, a vice-governadora para o sector político, social e económico, Leonor Ferreira de Lima e Cruz, encorajou os novos magistrados a trabalharem com empenho, zelo, dedicação e humildade, visando uma melhor administração da justiça na província do Cuanza Norte.

A PGR no Cuanza Norte conta com 17 magistrados.

A instituição está, actualmente, representada em apenas quatro dos 10 municípios da província, nomeadamente, Cazengo, Cambambe, Golungo Alto, que atende também do Ngonguembo e Ambaca, com jurisdição extensiva a Samba Caju, Banga, Quiculungo e Bolongongo.

Fonte: Angop

Deixe uma resposta