Artigo

Operação de Natal: 23 mortos em acidentes de viação e nove homicídios

45 Visualizações

Pelo menos 23 pessoas morreram e 40 ficaram feridas em resultado de 38 acidentes de viação registados entre o dia 24 de Dezembro e as 12 horas do dia de Natal, intervalo em que foram assinalados também nove homicídios, indicou a Polícia Nacional.

A informação foi avançada numa conferência de imprensa, em Luanda, pelo director do gabinete de comunicação e imprensa do Comando Geral da Polícia Nacional de Angola, comissário Orlando Bernardo, durante uma conferência de imprensa sobre o pré-balanço do asseguramento à quadra festiva, realizada no Comando Geral.

Orlando Bernardo referiu que se registou “uma redução significativa, de vinte e dois acidentes, em relação ao dia 24 de Dezembro de 2017, reduzindo, assim, para menos três mortos e menos onze feridos, em relação ao igual período anterior”.

No mesmo período, a polícia registou também um total de nove homicídios, sendo um “involuntário, praticado por um agente da polícia” na província do Namibe.

As autoridades registaram igualmente sete violações sexuais, 53 ofensas corporais e 42 roubos, de um total de 172 crimes diversos, que resultaram na detenção de 377 pessoas.

Foram detidas 145 pessoas por crimes comuns, enquanto 232 estrangeiros foram detectados “em situação migratória irregular e violação da fronteira”.

Da operação policial resultou ainda a apreensão de 123 doses de estupefaciente do tipo liamba, 16,8 milhões de kwanzas, 166 sacos de farinha de trigo em mau estado de conservação e 3.225 litros de gasolina ilegal.

Segundo o comissário, os maiores índices criminais foram registados nas províncias de Luanda (52 crimes), Huambo (21), Bié (20), Benguela (13), e nas do Cuanza Norte e Huíla (ambas com nove).

A polícia registou também 15 incêndios, quatro descargas atmosféricas (raios) que causaram três mortos e dois afogamentos na província de Cabinda.

O director do gabinete de comunicação e imprensa do Comando Geral da Polícia Nacional exortou os cidadãos a denunciarem “toda e qualquer tentativa de comportamento menos correcto” dos efectivos envolvidos na operação.

Orlando Bernardo referiu que a corporação vai continuar a sensibilizar a população para a manutenção da ordem e sua segurança, para que se consiga melhorar o panorama e se tenha um fim de ano tranquilo.

A Polícia Nacional tem destacados cerca de 70 mil efectivos em todo o país para garantir a segurança nesta quadra festiva, informou a corporação que, só em Luanda, conta com a intervenção de 15 mil agentes.

 

Fonte: AngoNotícias

Deixe uma resposta