Artigo

Puma Energy prepara cotação bolsista

102 Visualizações

Puma Energy, empresa participada pelo gigante suíço Trafigura e a Sonangol, prepara-se para obter cotação bolsista nos próximos cinco anos, anunciou quinta-feira, 14, à Reuters o administrador financeiro da companhia helvética.

A Puma tem, ainda, de nomear administradores independentes para o conselho de administração e elevar o nível dos relatórios financeiros aos padrões exigidos para uma oferta pública de acções, mas os preparativos fundamentais já estão em curso, afirmou Christophe Salmon.

“A Puma está pronta para fazê-lo agora? A resposta é não. Isso acontecerá num futuro previsível? Sim, provavelmente”, disse Christophe Salmon à margem de um encontro da Câmara de Comércio anglo-suíça em Genebra.
Interrogado sobre o prazo, o administrador financeiro da Trafigura apontou  que “cinco anos seria o máximo”, mas negou-se a comentar um hipotética venda da participação helvética na Puma.
A Puma Energy é uma empresa que actua na aquisição, refinação e distribuição de petróleo, operando em 47 países, e possui mais de 90 terminais de armazenamento em todo o mundo, com mais de sete milhões de metros cúbicos em capacidade combinada.
Além dos dois principais accionistas, a Puma é, também, parcialmente detida pela Cochan Holdings, uma empresa de investimento fundada pelo general Leopoldino “Dino” Fragoso do Nascimento, ligado ao Presidente José Eduardo dos Santos.
“Dino” vai às compras
Em 2010, a Trafigura vendeu 18,75 por cento da Puma Energy International, avaliada em cinco mil milhões de dólares, ao general “Dino” do Nascimento, segundo revela uma investigação do jornalista Michael Weiss, publicada em Fevereiro de 2014 pela revista norte-americana Foreign Policy.
A revista escreveu que a operação, cifrada em 213 milhões de dólares, aparece na auditoria do balanço financeiro anual de uma companhia registada em Singapura, a Cochan Pte Ltd, mas o investimento foi feito através da holding Cochan Holdings LLC., registada nas Ilhas Marshall.
O único accionista da Cochan Pte é uma entidade conhecida como Cochan Ltd, registada nas Bahamas, detida pelo general “Dino”.
Em 2011, acrescentou a publicação, as acções do general na Puma Energy International foram diluídas para 15 por cento, sendo que o valor da sua quota na empresa é actualmente avaliado em 750 milhões de dólares.
Nesse mesmo ano, a Trafigura vendeu 20 por cento da Puma Energy Internacional à Sonangol Holdings Lda, uma holding da Sonangol, e, em Novembro de 2013, o jornal britânico Financial Times dava conta de uma nova venda à Sonangol, desta vez de 10 por cento, por 500 milhões de dólares, o que elevou a participação de “Dino” a 45 por cento.

Fonte: AngoNoticias

Deixe uma resposta