Artigo

Três em cada quatro crianças angolanas são pobres

207 Visualizações

Três em cada quatro crianças menores de 18 anos são pobres, pois sofrem entre três a sete privações como a nutrição, saúde, protecção infantil, prevenção da malária, educação, o acesso à água e ao saneamento.

Utilizando um limite de privação multidimensional, observa-se que 74 por cento das crianças sofrem três ou mais privações e apenas um por cento das crianças não tem privações.

Os dados constam do primeiro estudo sobre a pobreza infantil, intitulado “A criança em Angola: Uma análise multidimensional da pobreza infantil”, apresentado quarta-feira, e baseado em estatística do Inquérito de Indicadores Múltiplos de Saúde 2015- 2016.

O estudo tem como objectivo medir a pobreza infantil, usando como metodologia o sistema MODA (Multiple Overlapping Deprivation Analysis – Análise de Privações Múltiplas Sobrepostas), desenvolvido pelo Fundo das Nações Unidas para a Infância (UNICEF).

De acordo com o relatório, as crianças em Angola acumulam entre três e seis privações ao mesmo tempo, sendo que as da zona rural, com 96 por cento, são as que mais sofrem em relação aos da área urbana, com 62 por cento.
Em relação às províncias, as do Cunene e Cuanza Sul apresentam índices elevados, 93 e 90 por cento, enquanto as de Luanda e Cabinda têm as taxas mais baixas com 54 e 56 por cento.

Para este trabalho, feito com o apoio da União Europeia, foram utilizadas amostras de um total de 41 mil e 647 crianças do país.

O representante do Unicef em Angola, Abubacar Sultam, pediu mais esforço de todos, tanto do Governo que delibera sobre o investimento e gere as políticas públicas, como dos agentes da sociedade civil e das famílias.

Acrescentou que, para reduzir a pobreza na infância e adolescência, é preciso investir em acções que beneficiem igualmente os pais ou responsáveis destas crianças e adolescentes.

O estudo apresentado pelo Instituto Nacional de Estatística (INE) destaca as principais privações pelas quais as crianças passam, condicionando o seu pleno desenvolvimento.

Dados do Censo Geral da População e Habitação de 2014 indicam que a população angolana menor de 18 anos é de 13 milhões 791 mil e 482

 

Fonte: Angop

Deixe uma resposta