Artigo

Angola estava “bagunçada” – diz economista a VOA ao avaliar dois anos de João Lourenço

73 Visualizações

A reforma do sistema económico em Angola requer coragem porque é alterar comportamentos, atitudes e valores, disse o economista Yuri Quixina numa avaliação dos dois primeiros anos de governação do presidente João Lourenço.

Quixina disse que de momento é preciso esperar já que na sua opinião “o próximo ano é aquele em que se deve colher algo do ponto de vista dos resultados económicos”.

O economista fez notar, contudo, que na sua opinião está atrasada e isso é importante porque “a reforma do estado é instrumento de excelência para a reforma da economia”.

Yuri Quixina disse que apesar de elogios vindos de países como os Estados Unido e do anunciado desejo do governo angolano atrair investimentos estrangeiros, não é provável que eles comecem a chegar em grande escala.

O retorno de investimentos em Angola “é muito diminuto”, disse o economista para quem os investidores estrangeiros “esperam também pelo que vão dar as reformas económicas”.

“A concretização de investimentos vai depender de resultados dos próximos dois anos”, disse.

“O investidor é cauteloso e vai esperar para ver”, acrescentou o economista para quem o governo de João Lourenço tem estado a tentar impor a ordem na administração do país.

Fonte: Angonotícias

Deixe uma resposta