Artigo

Embaixador americano proíbido de depor no Congresso em caso que investiga possível impugnação de Trump

63 Visualizações

Nos Estados Unidos, os três comités que investigam um possível início de um processo de impugnação contra o Presidente Donald Trump convocaram para depor hoje, a porta fechada, o antigo embaixador na União Europeia, Gordon Sondland.

O testemunho de Sondland serviria para apurar que papel ele desempenhou na tentativa de convencer a Ucrânia a investigar o rival político de Trump, o antigo vice-presidente e candidato democrata Joe Biden.

Entretanto, à última da hora o Departamento de Estado ordenou ao embaixador que não se apresente à Câmara dos Deputados.

Gordon Sondland, que doou 1 milhão de dólares ao comissão de posse do Presidente republicano, deverá ser interrogado sobre o seu papel na tentativa de Trump de levar Ucrânia a investigar Trump em troca da ajuda americana, quando ele não tinha jurisdição sobre Kiev.

Fonte: Voa

Deixe uma resposta